Educação e Tecnologia

Tudo que está relacionado a educação e a tecnologia farão parte deste blog.

domingo, 15 de novembro de 2009

Um olhar para as Janelas do mundo.




Este texto faz parte da disciplina Tecnologias, Cultura e Socialização do Curso de Especialização de Ensino de Línguas Mediado pelo Computador do professor Ricardo Souza. Steven Johnson autor de “A cultura da interface”, capitulo 3 “Janelas”, tenta transmitir sobre como a introdução de uma interface “amigável” modificou radicalmente a forma de utilização dos computadores e como uma interface de comunicação bem estruturada pode facilitar e abrir novos caminhos na inclusão dos computadores em nosso dia a dia, tornando-se uma das maiores necessidades humanas.


Podemos afirmar que a Janela é hoje a abreviatura da ampla série de inovações que compõem a interface contemporânea, são elementos mais flexíveis que podemos alterar, apenas com um clique no mouse. Em dados momentos a Janela pode ser comparada a mente humana como fonte de armazenamento de dados, que se desvincula ao percebermos que podemos altera-la com um simples clique, daí as Janelas raramente operam a serviço da memória espacial, ou seja, nós organizamos a informação textualmente, a dimensão espacial é mera ilusão, pois fingimos que estamos lembrando “onde” pusemos o arquivo, o que na verdade estamos fazendo é lembrando realmente o nome da pasta que o contém.

As Janelas não aproveitam o potencial da nossa memória visual, elas servem para que sejam divididas e com isso podemos fazer várias coisas ao mesmo tempo, e alternando as com apenas um clique do mouse. Através delas visualizamos o que os programadores chamam de “alternância de modo”. Onde “modo” (que foi substituído pelas Janelas) é o que o computador está fazendo em dado momento. Se fosse em linha de comando, requeria grande memorização de comandos e muita concentração, daí o grande diferencial na aplicação das Janelas ao realizarmos várias tarefas ao mesmo tempo sem perder a percepção do todo.
A parti dessa compreensão podemos ter outra visão da importância da Janela e da mensagem transmitida por Johnson em seu capítulo que acabou abrindo outras “Janelas” esta relação em termos técnicos em função da modificação, apresenta ganhos e perdas que os homens estão sujeitos a partir desta interação.

A partir de agora como complementação da atividade, farei uma análise do site http://www.ufop.br. A página principal apresenta informações sobre o site que direciona o usuário, basta que ele acesse para que a janela se abra redirecionando-o a aquilo que se deseja. È interessante percebermos que no início da página a um direcionamento para se fazer pesquisa no site do Ministério da Educação onde é possível acessar: destaques do Governo, portal do Governo Federal, portal dos Serviços do Governo, portal da Agência de Notícias, Em questão e portal Fome Zero, colocando o usuário a partir dos acontecimentos do governo, basta acessa-los. Logo abaixo temos procura rápida, ao acessa-los entra-se no assunto desejado, mas não é aberta outra janela, permanece do lado direito os principais itens da página principal. Há uma diferença no acesso rápido para o que se acessa diretamente na página principal, já que esta abre uma janela sem que se sai da página principal independentemente.

Para compreender as informações acima, acesse o site que acredito trazer informações para todos nós até trocar idéias do que anda acontecendo em outras faculdades.Assim como Johnson, que foi visionário ao escrever sobre o passado e o futuro da “comunicação internética” acredito que o futuro nos reserva surpresas ainda maiores para descomplicar nossa vida. Fico na esperança de poder levar a todos os companheiros uma contribuição a mais.






1 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Rosilene, gostei da sua analise do site e dos seus comentarios sobre o Johnson. Somente, apesar de saber que as meninas adoram o rosa, de sugerir que vc mudasse a cor da fonte, pois o rosa dificulta a leitura. no mais, parabéns.

Flávio Martins

16 de novembro de 2009 03:36  

Postar um comentário

Pessoal, deixe seu comentário?

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial